A rainha das LISTAS

Porque eu sou viciada em fazer listas?

Diariamente sentimos necessidade de anotar informações, compromissos e acontecimentos. Nossa memória tende a não ser bem trabalhada para que possamos lembrar de tudo o que é importante e necessário. O que seria de nós sem a agenda de contatos do celular (ou do google), sem a agenda de bolsa, sem um planner bonitinho, post it preso pela tela do computador ou mesmo o bloco de notas?

Quando não temos uma programação da rotina, as coisas geralmente fogem do controle. Planejar mentalmente a rotina do dia seguinte na noite anterior é um processo quase automático para que nada saia da linha, e ainda assim as vezes sai.

Como a produção de listas vai te ajudar a ser mais organizado e te fazer progredir mais depressa rumo ao sucesso?

Eduardo Maróstica, professor da FVG disse que ” para cada minuto de planejamento, você ganha 4 em atividade”. Se você tiver 5 ou 10 afazeres simples num dia, sendo que cada dia são afazeres diferentes, a probabilidade de inverter as coisas ou esquecer algum compromisso é imensa.

Crie o hábito de fazer anotações em tópicos – listas – para organizar melhor a rotina. Desde um dia simples de final de semana a um dia agitado e corrido de trabalho.

Comece fazendo uma anotação simples das coisas comuns que você faz no dia a dia e aos poucos vá adaptando os horários. Se sua rotina não inclui hora certa, você pode deixa somente os tópicos a fazer ou colocar período (manhã, tarde, noite).

  • Lista de rotina pessoal
  • Lista de rotina dos filhos
  • Lista de organização e limpeza da casa
  • Lista de tarefas do dia a dia (mutáveis)

Sim, são muitas idéias e listas infinitas. Eu sou a rainha das listas e aqui em casa meu marido até brinca comigo, “Isso não estava na sua lista?”, ele solta, quando esqueço de alguma coisa. Isso porquê não adianta fazer as listas e não seguir as anotações.

Relação das listas e o aprendizado rápido

Ao fazer uma lista que reúna suas principais tarefas, seu cérebro esta sendo treinado a pensar em tópicos. Sem perceber, você já está organizando os pensamentos e educando seu pensamento para realizar as tarefas em processos.

Quando na escola, muitos pensavam em formas de fazer uma “colinha” para a hora da prova, lá estava eu com uma lista em tópicos a respeito dos assuntos e jamais precisei de cola (juro!). Alguns dos meus colegas começaram a pedir para que eu fizesse essas anotações e compartilhasse com eles. A princípio ninguém entendia minhas anotações, e quando eu começava a explicar, as palavras-chave eram compreendidas e assim muitos dispensavam a cola também.

Ou seja, fazer uma lista (ou anotações simples em tópicos) também vão te ajudar a aprender mais rápido na faculdade, escola ou um curso de idiomas. Treine seu cérebro com a prática das listas.

E você, já faz uso de listas no seu cotidiano?

Deixe uma resposta